HISTÓRIA · PROVEDORES

FERNANDO
DE ALMEIDA

PROVEDOR DE 2002 A 2005

 

VEREADOR DA CÂMARA MUNICIPAL DA MAIA DE 1969 A 1972

 

VICE - PROVEDOR DE 1990 A 2000

 

MEMBRO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DOS SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS

 

MEMBRO DO CONSELHO MUNICIPAL

 

FUNDADOR DO FUTEBOL CLUBE DA MAIA

 

FUNDADOR DO JORNAL DA MAIA

 

MEDALHA DE ALTO MÉRITO E MEDALHA DE ABNEGAÇÃO E ALTRUÍSMO

Fernando de Almeida nasceu no Lugar do Araújo, Freguesia de Leça do Balio, Concelho de Matosinhos, a 1 de janeiro de 1918. Após o ensino primário, continuou os seus estudos na antiga escola prática e comercial Raul Dória na cidade do Porto, onde concluiu o curso de Guarda Livros.

 
Iniciou a sua vida profissional na empresa vidreira Barbosa & Almeida, empresa na qual exerceu vários cargos de direção ao longo de quase 40 anos e de onde se reformou.
 
Foi atleta do Sporting Clube do Araújo, chegando a ser capitão da equipa.
 
Na Escola Raul Dória, conheceu uma Maiata com quem se casou aos 25 anos e para a Maia veio viver e constituir a sua família.
 
Maiato por opção, desde logo se apaixonou por esta terra, começando a participar em tudo que estivesse ligado ao progresso deste Concelho, ainda com muitas carências na altura, anos quarenta, e marcou a sua vida por uma profunda ligação a todo o seu desenvolvimento.
 
É uma personalidade histórica da Maia, que com a sua enorme capacidade de trabalho serviu 3 presidentes de Câmara, órgão autárquico onde desempenhou diversas funções, tendo sido galardoado em 9 de junho de 2001 com 2 medalhas de mérito, pelo saudoso Presidente da Câmara, Prof. Doutor José Vieira de Carvalho.
 
Durante 75 gastou grande parte da sua vida a servir estas gentes e esta terra que ele muito amou, sem nunca ter exigido nada em troca para si.
 
Homem de fortes convicções, de trato elegante e educado e com grandes dotes oratórios, sempre teve como principal preocupação a solidariedade e por isso foi um dos Fundadores da Santa Casa da Misericórdia da Maia e ao longo da sua história sempre a ela esteve ligado, trabalhando, voluntaria e empenhadamente, com o objetivo de servir e ajudar cada vez melhor os Maiatos, principalmente os mais frágeis, as crianças e os idosos.

Aos 85 anos foi eleito Provedor desta Instituição que ajudou a fundar, cessando funções a 31 de dezembro de 2005.
 
Em Assembleia Geral de 31 de março de 2007 a “sua” Misericórdia prestou-lhe merecida homenagem declarando-o, por unanimidade e aclamação, Irmão Benemérito.
 
A Instituição continuou ainda a poder contar com muito do seu saber e da sua experiência até aos seus 100 anos, idade com que partiu, a 30 de outubro de 2018.