HISTÓRIA · PROVEDORES

ROCHA MOREIRA

(1933-2019)

PROVEDOR DE 1976 A 1980


LICENCIATURA EM FARMÁCIA EM 1957

FUNDADOR E PRESIDENTE DA DIRECÇÃO DO LIONS CLUB DA MAIA

VEREADOR DA C. M. M. EM 1974-75

LICENCIATURA EM MEDICINA EM 1978

PROVEDOR DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DA MAIA

MEDALHA DE ALTO MÉRITO MUNICIPAL,
GRAU OURO POR SERVIÇOS PRESTADOS.

CAMPEÃO REGIONAL E NACIONAL DE ANDEBOL

Joaquim Maria Rocha Moreira nasceu no Porto em outubro de 1933. Ainda criança, veio morar para Nogueira da Maia, na Rua do Dr. Augusto Martins (seu tio avô) a poucos metros de distância da casa mãe da sua família paterna. Aí concluiu a escola primária e daí partiu para o ensino secundário no liceu de Rodrigues de Freitas. Licenciou-se em Farmácia em 1957.

 

Durante a sua vida de estudante foi praticante de andebol, várias vezes campeão regional e nacional de juniores e seniores pelo F.C. Porto, internacional num jogo contra a Suécia, no estádio do Lima, campeão regional pelo CDUP, tendo terminado a sua carreira desportiva no F.C. da Maia.

 

Na sua qualidade de aspirante miliciano farmacêutico, fez o serviço militar obrigatório no laboratório de análises clínicas do Hospital Militar do Porto, o que lhe proporcionou um excelente estágio. Em janeiro de 1959 abriu ao público, na Praça do Município da Maia, o Laboratório de Análises Clínicas Dr. J. M. Rocha Moreira, que ainda hoje existe com o mesmo nome, dirigido tecnicamente por uma sua filha. Foi por essa altura que estabeleceu relações cordiais com a Santa Casa da Misericórdia da Maia, fazendo-se Irmão e oferecendo-lhe os seus préstimos por um custo simbólico.

 

Em 10 de junho de 1961, (estava-se nos alvores das guerras coloniais) partiu para Angola, integrado numa companhia de saúde encarregada de montar um hospital militar em Luanda. O Dr. Rocha Moreira, já Alferes, colaborou ativamente na montagem do laboratório de análises clínicas que veio a prestar inestimáveis serviços aos militares e familiares que, entretanto, foram chegando depressa e em força à sociedade civil de Luanda. Quando foi desmobilizado, já Tenente, foi-lhe concedido um louvor por bons serviços, que recusou, não comparecendo à leitura da Ordem de Serviço.

 

Regressado a Portugal, retomou a sua atividade de analista.

 

Foi sócio fundador Presidente da Direção do “Lions Club da Maia”.

 

A Revolução dos Cravos aconteceu quando já era aluno do 3º ano de medicina, curso que concluiu em 1978. Nesses tempos conturbados, foi nomeado Vereador da Câmara Municipal da Maia, mas, em pleno PREC, demitiu-se por perceber que estava a ser aproveitado por oportunistas não democráticos.

 

Foi convidado para Provedor da Misericórdia da Maia e aceitou por perceber que seria, de entre os Irmãos da Instituição, o que estaria em melhores condições para a defender da voragem do dito PREC. Aí se manteve até as coisas acalmarem, pediu a demissão e foi convidado para Presidente da Assembleia Geral da Instituição, cargo que desempenhou durante dois mandatos.

 

Sobrinho-neto do Prof. Dr. Augusto Martins, do Padre Dr. Manuel Martins (o primeiro Padre Doutor da Maia, formado em 1903, pela Faculdade de Teologia de Coimbra), sobrinho da Dra. Maria Vitória Martins (a primeira maiata com licenciatura destinada ao ensino liceal), do Dr. Virgílio Martins Moreira, (economista) e filho do ilustre professor Dr. Joaquim Martins Moreira, teve a honra e a humildade de ser o portador do espólio literário e artístico doado pela família de Augusto Martins ao Fórum da Maia, a mais valiosa oferta de índole cultural que este Fórum recebeu de algum maiato pela simples razão que mais nenhum o possuía, conforme publicado no “Jornal da Maia”.

 

Num dos últimos atos públicos da Câmara Municipal da Maia a que presidiu o Prof. José Vieira de Carvalho, o Dr. Rocha Moreira foi um dos agraciados com medalha grau ouro de alto mérito, por serviços prestados à comunidade.
 

© 2015 · carlosmoreno.pt

INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR


Em caso de litígio de consumo, o consumidor pode recorrer à seguinte entidade de resolução alternativa de litígios de consumo:

Centro de Informação de Consumo e Arbitragem do Porto

Tel.: 225 508 349 / 225 029 791          

E-mail: cicap@mail.telepac.pt

Web: www.cicap.pt

Para atualizações e mais informações, consulte o Portal do Consumidor em

www.consumidor.pt

 (Informação ao abrigo do artigo 18º da Lei n.º 144/2015, de 8 de setembro)