Retomar a tradição

1/0

Com a mesma emoção e significado, mas com as precauções necessárias e apenas com a participação dos homenageados, a Santa Casa da Misericórdia da Maia retomou a realização presencial das singelas cerimónias tradicionalmente realizadas em novembro, que a Covid-19 não permitiu realizar em 2020.


Assim, na manhã de 27 de novembro de 2021, data do 67º aniversário da publicação do seu primeiro Compromisso (Estatutos), a Instituição, no Salão Nobre da sua Sede, distinguiu a dedicação de treze Trabalhadores que em 2021 completam 20 anos ao serviço desta Misericórdia, bem como 4 Irmãos (Associados) que completam 50 anos de filiação na Irmandade.


Homenageando duas saudosas personalidades da sua história, com entrega de distinções que ostentam os seus nomes, foi atribuído: o Prémio Fernando de Almeida, ao Senhor Padre Domingos Jorge Duarte do Aido, Pároco da Maia e Capelão desta Instituição, pelo seu “meritório e reconhecido trabalho em prol da Igreja, da educação e do apoio social, em especial das gentes das Terras da Maia”; a Bolsa de Estudo Prof. Doutor José Vieira de Carvalho, que com o valor de 1.250,00 € e o patrocínio da Caixa de Crédito Agrícola, distinguiu um jovem Maiato que completou o Ensino Secundário com média final de 20 valores e frequenta o Mestrado em Medicina Dentária, tendo sido atribuídas ainda três Bolsas ou Menções Honrosas no valor de 400,00 € cada, a estudantes que completaram o ensino secundário com médias de 20 e 19 valores.