Projeto Incluir+: Sessões sobre violência no namoro “Amor In+Perfeito”

1/4

Como forma de assinalar o dia dos namorados, o CLDS 4G Incluir+ dinamizou, junto da comunidade educativa sessões de esclarecimento sobre a Violência no Namoro. Estiveram presentes, 8 turmas de jovens do 8º ano da Escola Eb2/3 da Maia, através das aulas de Cidadania e Desenvolvimento. Estas sessões tiveram como objetivos, a promoção da comunicação, debate e partilha de ideias, informação e capacitação dos jovens face à informação adequada ao tema, abordagem às relações interpessoais e afetivas, modificação de crenças socioculturais que legitimam os diferentes tipos de violência e partilha de recursos disponíveis no combate a este tipo de problemática. Em tempos de pandemia em que os contactos sociais estão restringidos, há consequentemente um aumento da interação via online, em que as questões associadas à violência têm ganho uma maior e diferente expressividade.


Consideramos essencial adaptarmo-nos à realidade atualmente vivida, não deixando de fazer o nosso papel de intervenção e informação. Pretendemos com estas ações a mobilização das crianças e jovens, promovendo estilos de vida saudáveis e uma melhor integração na comunidade, contribuindo para um desenvolvimento e crescimento pessoal e social mais adaptativo.


Queremos também deixar um especial agradecimento ao corpo docente que colaborou em articulação connosco para que estas sessões fossem concretizáveis, esperando num futuro próximo continuar a partilhar ferramentas e estratégias que contribuam para o sucesso das nossas crianças e jovens.


A equipa do Incluir+

© 2015 · carlosmoreno.pt

INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR


Em caso de litígio de consumo, o consumidor pode recorrer à seguinte entidade de resolução alternativa de litígios de consumo:

Centro de Informação de Consumo e Arbitragem do Porto

Tel.: 225 508 349 / 225 029 791          

E-mail: cicap@mail.telepac.pt

Web: www.cicap.pt

Para atualizações e mais informações, consulte o Portal do Consumidor em

www.consumidor.pt

 (Informação ao abrigo do artigo 18º da Lei n.º 144/2015, de 8 de setembro)