top of page

Programa Incorpora: A história da integração laboral de Carlos Gomes na Casa Angola Internacional

press to zoom

press to zoom
1/1

Carlos Gomes estava desempregado desde 2017. Nesse mesmo ano, participou em vários workshops no Centro de Reabilitação de Areosa (CRA), em Rio Tinto, uma entidade da Segurança Social destinada a apoiar crianças, jovens e adultos que, tal como ele, têm uma deficiência intelectual ou física.


O seu percurso e o do programa Incorpora Portugal uniram-se no Verão de 2021, quando, no CRA, lhe falaram deste programa de integração laboral e das portas que a sua participação lhe poderia abrir, pois é um programa no qual participam várias entidades sociais espalhadas por todo o país que colaboram com empresas com responsabilidade social para favorecer a contratação de pessoas em risco de exclusão social.


A mudança que Carlos esperava: a sua integração laboral

Foi assim que Carlos começou a participar no programa Incorpora, em 2021, onde o ajudaram a preparar o seu CV e a candidatar-se a diferentes ofertas de emprego em empresas da sua zona. Em dezembro desse mesmo ano, as técnicas Incorpora do Centro Social de Soutelo encorajaram-no a candidatar-se a uma oferta de emprego para trabalhar como porteiro na Casa Angola Internacional, uma empresa que colabora com a entidade Incorpora Santa Casa da Misericórdia da Maia.


Carlos recebeu a boa notícia: foi selecionado e assinou um contrato com a empresa para trabalhar como porteiro a tempo parcial. Algum tempo depois, graças ao seu bom desempenho e à sua predisposição, ampliaram-lhe o contrato para tempo inteiro, alcançando, assim, o seu principal objetivo e sentindo-se, mais uma vez, um membro ativo da sociedade.


Atualmente, Carlos continua a trabalhar na Casa Angola Internacional, onde se sente acolhido e integrado e gosta muito do trabalho que desempenha diariamente.


O programa Incorpora Portugal continua a ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade e empresas


(...)


in pt.incorpora.org

bottom of page